Seja um artista melhor...


Pois bem, você descobriu que é um artista, descobriu que pintar ou desenhar ou esculpir lhe traz um imenso prazer e agora tem pensado muito sobre como transformar essa paixão em uma carreira ou uma forma de ganhar a vida. Acertei?

Antes de começar, permita-me fazer uma pequena introdução...

A coisa que eu mais encontro no meu dia a dia de trabalho são artistas querendo saber como vender sua arte. Não só como vender sua arte, mas tudo aquilo que envolve essa questão, como por exemplo, quais as melhores estratégias de venda de arte, onde encontrar colecionadores dispostos a comprarem sua arte ou que tipo de arte vende mais (sim, por mais incrível que possa parecer, existe uma conhecida lista que circula na internet que faz um ranking do tipo de arte que vende mais, entre paisagens, retratos, animais, marina, etc).

Por outro lado, encontro também um monte de gente tentando ganhar ou mesmo ganhando dinheiro ensinando justamente “técnicas infalíveis” para artistas de como vender arte, como aumentar o preço de suas obras, como fazer sucesso da noite para o dia... e, no final das contas, um grande número de artistas frustrados e chateados por que continuam sem obter resultados efetivos.

Dito isso, gostaria de abordar alguns pontos aqui com você

Primeiro – Talvez a coisa mais importante que eu preciso te dizer hoje é que, se a sua meta principal nas Artes é vender e ganhar dinheiro com isso, você, muito provavelmente, está no caminho errado. Sinto em lhe informar, mas enquanto artista, seus objetivos devem estar em consonância com metas um tanto mais elevadas, como algo do tipo: comunicar suas emoções, se expressar, exprimir todo seu potencial criativo, etc. E se sua finalidade está apenas em fazer dinheiro com ela, existem outros caminhos, outras carreiras que poderiam te trazer esse tipo de sucesso mais rapidamente. Sua arte e seu desejo de criar devem superar qualquer outro objetivo dentro da sua carreira, por mais louváveis que sejam.

Segundo - Caso você ainda não saiba, é importante ter em mente que não existe exatamente aquilo que podemos chamar de demanda comercial para Arte. Ninguém vai morrer se não tiver um belo quadro na sala de estar e a grande maioria das pessoas aqui no Brasil passam a vida inteira sem comprar sequer uma única peça de arte para suas casas, sem que isso lhes cause nenhum dano significativo.

Não falo isso para te desanimar. Falo isso por que você precisa saber que essa demanda pela sua arte é você mesmo quem precisa criar com o seu trabalho, com sua habilidade de se expressar, com sua habilidade de se conectar com pessoas, mas sobre tudo com a qualidade do trabalho que você produz. Sim! Com a qualidade do trabalho artístico que você produz. Pessoas que consomem/compram arte, são pessoas essencialmente visuais e, portanto, se a qualidade visual daquilo que você tem para oferecer for ruim, elas não terão o menor interesse por aquilo que você está criando.

Terceiro - Esqueça técnicas mirabolantes de vendas ou estratégias 'matadoras' para decolar sua carreira se o seu trabalho não for bom. Isso mesmo! Muitas vezes gostamos tanto daquilo que fazemos, sentimos tanto prazer em criar nossas obras, que desejamos que os outros apreciem nosso trabalho de arte tanto quanto nós mesmos. Tudo bem, isso é compreensível. Mas sejamos pelo menos um pouco pragmáticos, por favor. Novamente aqui, ninguém compra ou tem interesse por aquilo que não tem qualidade ou não é bom.

Mas o que é ser bom afinal? Ser bom em Arte figura naquela lista de conceitos de coisas que são muito mais facilmente compreendidas do que explicadas. De acordo com o dicionário, ser bom significa aquilo que corresponde plenamente ao que é exigido, desejado ou esperado quanto à sua natureza, adequação, função, eficácia, etc. Também podemos dizer que já temos dentro de nós estabelecida uma certa noção do que é bom, do que tem qualidade, do que tem valor, mesmo por que, nós próprios já procuramos sempre aquilo que nos parece bom para ter, usar ou comprar, seja para comer, seja para vestir, seja um curso. Mas sem escorregarmos demais para o campo da filosofia, que não é nem um pouco a intenção dessa 'conversa', um bom trabalho de arte significa algo criado com algum propósito, com uma razão de ser, que seja original, único, bem confeccionado, bem executado conforme aquilo que se propôs ser, com qualidade, honesto, limpo. Algo que tenha sido feito com alguma dedicação, inspiração ou habilidade, mas fundamentalmente, que esteja carregado de sentimento, que tenha emoção, que queira dizer alguma coisa que só aquele artista e mais ninguém no universo inteiro é capaz de dizer.

Fazer boa arte exige dedicação, prática, tempo, esforço constante, pesquisa, leitura, experiência que vai sendo adquirida em cada nova fase da vida, amadurecimento, amor. Muito amor. Esqueça fazer arte só para vender. Esqueça copiar aquilo que outros artistas estão fazendo só para ganhar dinheiro. Esqueça fazer uma obra com a única finalidade de decorar a sala de alguém.

Decida fazer tudo, e especialmente sua arte, em primeiro lugar, com o coração. Seja aquele artista que todos querem conhecer, seja aquele artista de quem todos querem comprar uma obra. Seja um artista melhor.

Já pensou em conversar com alguém sobre sua arte ou sobre quais tem sido suas maiores dificuldades? Já pensou em perguntar para alguém como fazer para sua jornada nas artes ser um pouco mais tranquila? Já pensou em fazer mentoria? Entre em contato comigo e vamos conversar: oartistacriativo@gmail.com

Novidades
Posts recentes
Visite nossa página:
  • Facebook Long Shadow

© 2023 by Artista Criativo