top of page

Liane Sanchez: Arte é como respirar uma brisa suave.... é descansar no coração.... simples assim!!!


Esse mês conseguimos um horário disputado na agenda da artista Liane Sanchez. Multitalentos, com incursões pela xilogravura, escultura, óleo, teatro, fotografia e música, embora afirme que sua tendência pelo desenho seja predominante.

Liane Sanchez começou a vincular-se às Artes Plásticas aos 12 anos de idade de forma bastante instintiva. Aos 17 anos, entrou para a Escola Panamericana de Arte que lhe serviu de trampolim para que a arte se solidificasse em sua vida. Confira abaixo nosso delicioso bate-papo!


Para aquelas pessoas que ainda não te conhecem, nos fale um pouco sobre você?

Adoro desenhar! Me vejo rabiscando em qualquer lugar (guardanapo, papel de pão, etc...). Em função do meu trabalho no turismo, tenho oportunidade de viajar bastante, e além do que trago na memória, trago também muitos rascunhos. Meu atelier se resume aos desenhos, Ipad e computador. Por outro lado, é a minha busca espiritual que me faz querer simplesmente "tocar o coração das pessoas"...


 Apesar de ser uma questão extremamente subjetiva, difícil de ser respondida para a grande maioria dos artistas, gostaríamos de saber o que significa Arte para você?

Arte é como respirar uma brisa suave.... é descansar no coração.... simples assim!!!


Como você diria que a Arte entrou em sua vida?

Quando eu tinha 06 anos de idade, me encantava em ver a minha vizinha desenhar rostos de bonecas japonesas, e não sosseguei até que ela me ensinasse a desenha-las. Aos 12 anos, ganhei um incentivo muito grande da minha professora de desenho no ginásio, e aos 17anos, já estava matriculada na Escola Panamericana de Arte. Lembro que, até nos intervalos de aula, ficava desenhando e conversando com os professores. Foi nessa ocasião que vendi meu primeiro trabalho.


Fale um pouco sobre o seu processo de criação, como ele acontece e como você lida com ele

Eu começo olhando com calma para o papel, até encontrar o primeiro traço. Não importa se é um papel totalmente em branco ou de reuso (que são descartados por uma gráfica após a limpeza da máquina de impressão). Posso levar dias até completar o desenho (a memória precisa também ir de encontro a esses traços). Depois costumo trabalhar com ecoline para aplicar as cores (não posso utilizar tinta acrílica ou a óleo por causa da minha alergia aos cheiros), e então começa o processo da arte digital, com novas cores e sobreposições...e depois, a magia do IA!!! São tantas opções a partir do meu trabalho e do prompt que estabeleço, que é até difícil explicar...uma maravilha!!!


Nos conte sobre seus mestres, suas influências e inspirações. Quem são os artistas ou pessoas que te inspiram?

Fiquei tão encantada ao conhecer os trabalhos de Modigliani, que não sabia nem o que fazer de tanta emoção. Só estudava as obras dele. Com o tempo, os Impressionistas foram tomando espaço na minha paixão, e nem sei dizer de qual eu gosto mais (acho que Manet tem um lugar especial). Adoro também as obras de Michelangelo, Leonardo da Vinci, Caravaggio, e tantos mais.... e Vermeer!!!


É bem verdade que o artista passa por diversas fases ao longo da vida, mas como você descreveria o seu trabalho artístico hoje?

Finalmente consegui hoje o tempo que nunca tive para poder me dedicar ao desenho. O trabalho no turismo sempre consumiu muito do meu tempo, mas, por outro lado, me deu a oportunidade de viajar e aumentar os meus conhecimentos...


Cada artista tem uma jornada única, como foi a sua? Quais foram ou ainda são seus grandes desafios para trabalhar e viver da Arte?

Para mim, desenhar é uma necessidade, uma alegria sem fim. Nunca busquei viver somente da arte, mas sempre que pude, participei de exposições, salões, feiras, etc....


Em sua opinião, quais você diria que são as características ou atributos fundamentais para seguir uma carreira em Artes?

O importante é não deixar de produzir, e sempre que possível, apresentar seu trabalho (não importa se for para um grupo seleto de pessoas, ou em um salão de arte).


Que sugestão que você daria para um jovem artista que está apenas começando a dar os primeiros passos no mundo das Artes?

Procure observar tudo, ver com o coração. Participar de um grupo, fazer cursos, assistir palestras e pedir opiniões ajudam muito, mas nunca deixe ninguém e nada mudar o seu caminho instintivo...


Onde mais você quer chegar? Nos conte um pouco mais sobre seus projetos ou seus planos para o futuro

Estou agora apresentando meus trabalhos no Instagram com mais frequência...o site está pronto, mas com certeza irei fazer algumas mudanças e atualizações. Participo também do Grupo AD + IA que me traz muita alegria e aprendizado, ocasionando exposições coletivas e também incentivo para individuais.


Para conhecer mais o trabalho da artista, visite aqui!!

Comments


Novidades
Posts recentes
Visite nossa página:
  • Facebook Long Shadow
bottom of page